Junta investiga ataque aéreo dos EUA que matou 37 civis afegãos

CABUL (Reuters) - Uma junta militar norte-americana e afegã concluiu as investigações sobre um ataque aéreo que matou 37 civis na última semana e feriu mais 35 após militantes talibans realizarem uma emboscada em uma vila, afirmou o exército dos Estados Unidos. O presidente Hamid Karzai afirmou que após o incidente, o problema das mortes civis é a maior fonte de tensão com o seu principal aliado, os Estados Unidos, e pediu ao presidente eleito Barack Obama que faça como sua prioridade o fim das mortes de inocentes.

Reuters |

Uma série de ataques aéreos norte-americanos errados neste ano já matou pelo menos 150 civis afegão, atingindo o apoio público para a contínua presença de mais 60 mil soldados da Otan e tropas de coalizão liderados pelos Estados Unidos no Afeganistão.

"Nós sentimos as perdas trágicas de vidas inocentes e demonstramos as nossas condolências para as familías e com as pessoas do Afeganistão", afirmou o Coronel Greg Julian, porta-voz do exército norte-americano, em comunicado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG