Junta birmanesa veta Suu Kyi em audiência de apelação

A junta militar que governa Mianmar vetou a presença da opositora Aung San Suu Kyi, condenada em agosto a 18 meses adicionais de prisão domiciliar, na audiência de apelação de sexta-feira.

AFP |

"Apresentamos um pedido à polícia porque Suu Kyi deseja ouvir as discussões sobre sua apelação. Rejeitaram com a alegação de que esta demanda não diz respeito a eles", afirmou Nyan Win, advogado e porta-voz da Liga Nacional pela Democracia (LND), o partido liderado pela opositora.

Em 11 de agosto, a Prêmio Nobel da Paz foi condenada a uma pena de três anos de reclusão e trabalhos forçados por ter violado as regras da prisão domiciliar.

Por ordem do número um da junta, o general Than Shwe, a condenação foi reduzida para uma nova pena de prisão domiciliar, que excluiu Suu Kyi do cenário político para as eleições previstas para 2010.

hla-dla/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG