Junho foi o mês com mais vítimas da Otan e dos EUA no Afeganistão

O mês de junho foi o mais letal para as tropas da Otan e dos Estados Unidos no Afeganistão desde 2001 e o segundo consecutivo em que as baixam superaram as do Iraque.

AFP |

Um total de 49 soldados da Força de Assistência à Segurança (Isaf, vinculada à Otan) e da força militar liderada pelos Estados Unidos morreram em confrontos, ataques ou acidentes em junho, segundo um balanço da AFP com base em dados militares.

Nos 30 dias de junho foram registradas mais de 40% das 122 mortes de soldados estrangeiros acontecidas no Afeganistão em todo o ano de 2008, segundo o site independente icasualties.org.

O porta-voz da Isaf, Carlos Branco, disse que os números devem ser interpretados no contexto da numerosa força internacional mobilizada no país asiático para lutar contra a insurgência talibã.

"A Isaf tem agora muito mais soldados que no passado e agora está presente em zonas onde não estava antes", disse Branco.

No Iraque, 31 soldados, 29 deles americanos, morreram em junho, apesar do número de oficiais da coalizão internacional neste país ser mais que o dobro dos presentes no Afeganistão.

thm-dk/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG