Julian Assange é eleito o "não australiano do ano"

Em tom de piada, a publicação diz que o fundador do portal Wikileaks é "incapaz de guardar um segredo"

EFE |

Sydney (Austrália), 24 jan (EFE) - O fundador do portal Wikileaks, o australiano Julian Assange, foi designado nesta segunda-feira por uma revista como "não australiano do ano" por ser "incapaz de guardar um segredo", em relação a seus vazamentos de documentos secretos.

Em tom de piada, a publicação "Zoo Magazine" assinalou que Assange - agora em liberdade condicional após sua detenção no Reino Unido - se comportou como um mal australiano porque descumpriu o dito de "o que está no relatório fica no relatório".

"Julian, não espera ser convidado a uma despedida de solteiro no futuro próximo", indica o texto do artigo. Assange superou Deus na classificação da revista, que aspirava ao título por ter levado ao nordeste da Austrália as piores inundações em meio século, e a princesa Maria da Dinamarca por ter perdido seu sotaque australiano.

A publicação para homens outorga todos os anos este prêmio sarcástico por causa do Dia Nacional, que lembra a chegada dos primeiros britânicos a Sydney.

* Com EFE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG