caso da mala argentino começará em 2 de setembro nos EUA - Mundo - iG" /

Julgamento do caso da mala argentino começará em 2 de setembro nos EUA

Miami, 25 ago (EFE) - Uma juíza americana advertiu hoje aos promotores e advogados de que o tema das relações entre Estados Unidos e Venezuela não fará parte do julgamento no chamado caso da mala argentino, previsto para ser julgado na próxima semana.

EFE |

A magistrada Joan Lenard fez a advertência em uma audiência judicial na qual solicitou às partes que tivessem prontas as provas e as testemunhas para o julgamento de Franklin Durán, um dos cinco acusados de conspirar para atuar como agentes disfarçados da Venezuela no "caso da mala".

Caracas, um dos principais fornecedores de petróleo dos EUA, mantém relações espinhosas com o Governo de Washington.

O julgamento foi marcado para 2 de setembro, mas poderia ser suspenso se a nova tempestade tropical que se formou hoje no Caribe, "Gustav", for em direção ao sul da Flórida, disse a juíza.

Durán é acusado de tentar coagir o empresário americano-venezuelano Antonini Wilson para que não revelasse nada sobre a origem e o destino de uma valise com US$ 800 mil que supostamente estavam destinados a financiar a campanha eleitoral da presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner.

O Governo argentino negou que o dinheiro estivesse destinado à campanha eleitoral.

Antonini Wilson, que reside em Miami, viajou com a valise de Caracas para Buenos Aires em agosto de 2007, em um avião com vários funcionários da estatal Petróleos de Venezuela S/A (PDVSA), e agentes de alfândegas, mas ela foi confiscada quando tentava entrar na Argentina, segundo documentos judiciais. EFE so/bm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG