Haia, 14 abr (EFE).- O Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) adiou para 28 de abril, por problemas técnicos, o começo do julgamento contra Jovica Stanisic e Franko Simatovic, dois antigos chefes do serviço secreto sérvio, acusados de crimes de guerra e contra a humanidade.

Durante uma audiência preliminar do processo, que começaria nesta segunda-feira, os juízes explicaram que o sistema de videoconferência do centro de detenção de Scheveningen só poderá ser utilizado até o dia 28 de abril.

Stanisic acompanharia a sessão diretamente da sua cela, por apresentar problemas de saúde.

Os juízes consideram esse tipo de conexão de vídeo "a melhor forma para que o acusado participe completamente do processo".

Os membros do TPII aguardam o relatório médico da próxima semana para saber se Stanisic terá condições de estar presente no tribunal.

Stanisic sofre de depressão, cálculos renais, osteoporose, além de uma inflamação do intestino grosso.

Stanisic e Simatovic foram duas figuras-chave do serviço secreto do Governo do ex-presidente sérvio Slobodan Milosevic e são acusados de crimes de guerra e contra a humanidade durante os conflitos nos balcãs entre 1991 e 1995. EFE mr/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.