Julgamento de Berlusconi por corrupção é adiado para 26 de março

ROMA (Reuters) - Um tribunal italiano rejeitou neste sábado um pedido dos advogados do primeiro-ministro Silvio Berlusconi para suspender um julgamento de corrupção contra ele, mas adiou o procedimento para março. Berlusconi é acusado de subornar o advogado britânico David Mills para ocultar detalhes incriminatórios sobre alguns de seus negócios. Ambos negaram qualquer atuação incorreta.

Reuters |

Na quinta-feira, o principal tribunal italiano arquivou o processo contra Mills, que havia sido condenado em instância anterior por receber propina de Berlusconi em 1999. Os juízes entenderam que o caso prescrevera.

Os advogados de Berlusconi queriam uma suspensão do próprio julgamento do primeiro-ministro até que houvesse uma explicação sobre esse veredicto.

Um juiz de Milão rejeitou a petição e a próxima audiência foi marcada para 26 de março.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG