Juízes dizem que acusação contra Karadzic tem que ser mais clara

Haia, 6 mai (EFE).- Os juízes do Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) consideraram hoje que a acusação contra o ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic precisa ser esclarecida.

EFE |

Perto de um ano da detenção de Karadzic, o juiz Ian Bonomy explicou que a acusação, que foi emendada em várias ocasiões, ainda não é clara em conceitos como as "organizações criminosas conjuntas" mencionadas e sobre as acusações a que se referem.

Durante uma audiência preparatória ao julgamento, o juiz informou que haverá um pronunciamento "em breve" sobre as medidas a respeito a serem tomadas.

Karadzic afirmou durante a audiência estar "satisfeito" com os comentários dos juízes, já que, para ele, o conceito de "múltiplas organizações criminosas conjuntas" não se inclui em nenhum sistema legal.

"A Procuradoria está usando meu caso para introduzir novos aspectos legais (...) e como não tem certeza da acusação, tudo se complica ainda mais", disse o acusado.

Menos combativo que em outras ocasiões, Karadzic especificou que espera completar sua equipe de assessores legais em "dez dias".

Karadzic é acusado de 11 crimes de guerra, entre eles genocídio, e lesa-humanidade, que teriam sido cometidos durante a guerra da Bósnia (1992-95). EFE mr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG