Juízes denunciam alteração em resultados de eleições na Nicarágua

Manágua, 15 nov (EFE).- A denúncia de dois juízes liberais do Conselho Supremo Eleitoral da Nicarágua (CSE), que identificaram alterações nas publicações dos resultados das eleições municipais realizadas no domingo passado, antecede a manifestação de protesto convocada pela oposição para defender os votos que consideram que foram roubados deles.

EFE |

A manifestação pacífica de protesto será realizada em León, 90 quilômetros a oeste de Manágua, onde a Polícia anunciou um plano especial para evitar distúrbios.

Os sandinistas convocaram uma "caravana do triunfo" para a mesma cidade, considerada a "capital da revolução" e que já foi palco, em setembro, do início da campanha eleitoral, de confrontos entre seguidores do presidente Daniel Ortega e a oposição, com paus, pedras, canos e até morteiros artesanais.

A passeata da oposição, "em defesa do voto roubado", marcada para este domingo, vai terminar na Catedral de León, onde serão recebidos pelo bispo da cidade.

Os juízes liberais René Herrera e José Marenco asseguraram em entrevista coletiva que os dados provisórios oficiais publicados entre hoje e ontem na imprensa local, em um anúncio pago pelo órgão eleitoral, não coincidem com os relatórios anteriores.

"Essas mudanças são inadmissíveis", disse Herrera, que rejeitou qualquer responsabilidade sobre o conteúdo dos dados divulgados através da imprensa. EFE lfp/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG