Juízes britânicos acusam EUA de esconder provas de tortura em Guantánamo

LONDRES - Dois juízes do Tribunal Superior da Inglaterra e Gales acusaram hoje os Estados Unidos de esconderem provas sobre a suposta tortura de um suposto terrorista preso na base naval americana de Guantánamo (Cuba).

EFE |

Na resolução de uma audiência realizada a portas fechadas, os magistrados não divulgaram as evidências porque as autoridades americanas ameaçaram interromper a cooperação antiterrorista com o Reino Unido se os detalhes fossem divulgados.

Segundo os juízes, os advogados que representam o ministro de Exteriores britânico, David Miliband, indicaram que a ameaça continua vigente sob a nova Administração do presidente Barack Obama.

Leia mais sobre Guantánamo

    Leia tudo sobre: guantánamo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG