A juíza da Corte Suprema dos EUA, Ruth Bader Ginsburg, a única mulher a integrar, atualmente, o mais alto tribunal americano, foi submetida a uma cirurgia nesta quinta-feira, em Nova York, para extirpar câncer de pâncreas. A informação foi divulgada pela porta-voz da Corte, Kathy Arberg, em declarações à AFP.

"Posso confirmar que a cirurgia para a retirada do câncer em etapa inicial foi realizada no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center em Nova York", disse ela.

Provavelmente, Ginsburg permanecerá entre sete e dez dias internada, anunciou o hospital, em comunicado assinado pelo cirurgião Murray Brennan.

O presidente Obama "não falou com a Justiça, mas seus pensamentos e orações estão com ela e com sua família neste momento", disse o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs. "Esperamos e desejamos que ela se recupere rapidamente".

"Ginsburg não apresentou sintomas prévios ao descobrimento casual da lesão durante controle anual de rotina no final de janeiro", acrescenta a nota.

"Uma tomografia computadorizada axial (CAT) revelou a presença de um pequeno tumor de aproximadamente um centímetro no centro do pâncreas".

O câncer del pâncreas é uma das mais mortíferas manifestações da doença, com apenas um paciente em dez podendo sobreviver cinco anos depois do diagnóstico.

Ruth Bader Ginsburg, de 75 anos, foi nomeada em 1993 pelo presidente democrata Bill Clinton. De estatura pequena, aspecto severo, esta progressista moderada defende firmemente, em seu cargo, os direitos das mulheres.

Ruth Ginsburg é considerada uma das personalidades mais progressistas da atual Suprema Corte.

Nascida em 15 de março de 1933, no Brooklyn, Nova York, é professora de direito diplomada em Harvard e Columbia.

A Suprema Corte é o único tribunal estabelecido pela Constituição americana. Todos os outros tribunais federais são criados pelo Congresso dos EUA. Os juízes (atualmente nove), são escolhidos pelo Presidente dos Estados Unidos e confirmados com um voto majoritário pelo Senado. Um destes nove serve como Juiz Chefe; os membros restantes são designados Juízes Associados.

Espera-se que Ginsburg e o também juiz da Suprema Corte Stevens renunciem durante o mandato de Obama, enquanto especialistas se preparam para a nomeação de juízes progressistas para substituir os ex-liberais que hoje ocupam estes cargos.

Atualmente, quatro conservadores, quatro liberais, com o moderado Anthony Kennedy no centro, compõem um equilíbrio que Obama, um democrata, deve manter. Apenas duas mulheres já ocuparam postos na Suprema Corte, enquanto dois negros se sucederam em um cargo; nunca houve um juiz hispânico.

oh-mac/sd/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.