A única mulher dos nove juízes que integram a Suprema Corte de Justiça dos Estados Unidos, Ruth Bader Ginsburg, anunciou nesta terça-feira que fará um tratamento de quimioterapia, mas permanecerá na função, depois ser submetida com sucesso a uma cirurgia por um câncer de pâncreas.

Ruth, 76 anos, foi operada no início de fevereiro, mas já voltou a trabalhar na Corte, onde é um dos cinco membros com mais de 70 anos.

"Pretendo submeter-me a um tratamento preventivo e pós-cirúrgico de quimioterapia no Instituto Nacional de Saúde. O tratamiento, que começará no fim de março, não deve afetar minha agenda na Corte", afirma a juíza em um comunicado.

Os juízes da Suprema Corte são nomeados pelo presidente dos Estados Unidos e têm mandato vitalício. Eles são os únicos que podem decidir quando deixarão as funções no principal tribunal do país.

jkb/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.