A juíza federal María de Cubría recusou-se a investigar as denúncias apresentadas na Argentina por familiares de vítimas do franquismo, alegando que há processos abertos por crimes contra a humanidade na Espanha, informou nesta sexta-feira a magistrada à AFP.

A juíza federal María de Cubría recusou-se a investigar as denúncias apresentadas na Argentina por familiares de vítimas do franquismo, alegando que há processos abertos por crimes contra a humanidade na Espanha, informou nesta sexta-feira a magistrada à AFP.

"Baseei-me nos pronunciamentos do promotor Federico Delgado", explicou a magistrada, referindo-se a uma resolução da promotoria do final de abril, que havia recomendado indeferir as denúncias com os mesmos argumentos.

Pode haver apelação da sentença na Câmara Federal.

jos/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.