Juiz suspende julgamento de canadense detido em Guantánamo

O juiz responsável pelo caso do canadense Omar Khadr, detido em Guantánamo por acusações de crimes de guerra, ordenou nesta quarta-feira a suspensão do processo durante 120 dias como solicitou o presidente Barack Obama.

AFP |

"A defesa não se opõe à moção e o juiz (Patrick Parrish) ordenou que seja aplicada", declarou o porta-voz dos tribunais de exceção, Jo Dellavedova.

As comissões militares ou tribunais de exceção foram criados en 2006 para julgar os detentos em Guantánamo acusados de crimes de guerra.

Na noite de terça-feira, a acusação apresentou uma moção solicitando ao juiz a suspensão dos processos em curso durante 120 dias, "a pedido do presidente Obama" por meio do secretário de Defesa, Robert Gates.

lum/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG