Juiz se posiciona contra referendo de reeleição na Colômbia

BOGOTÁ - Um juiz recomendou que o Supremo Tribunal do país rejeite uma proposta que permitiria ao presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, buscar uma segunda reeleição em maio, informou a mídia local nesta quinta-feira.

Reuters |

Fontes judiciais informaram que o magistrado Humberto Sierra elaborou um relatório que declarava a consulta popular como ilegal por causa de irregularidades. A proposta já foi aprovada pelo Congresso.

Mas o relatório pode ser acolhido ou rejeitado pelos outros oito magistrados do Tribunal Constitucional, que em conjunto devem emitir uma sentença, considerada como a decisão jurídica mais importante da política nos últimos anos na Colômbia.

Uribe não disse claramente se está interessado em se candidatar às eleições de maio caso o Tribunal Constitucional declare como legal a realização de um referendo popular sobre o tema.

Se a maioria dos novos magistrados declarar o referendo como ilegal, o presidente será impedido de se candidatar mais uma vez.

Leia mais sobre Colômbia

    Leia tudo sobre: colômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG