Juiz ordena soltura de detido por elo com Al Qaeda em Guantánamo

Washington, 14 jan (EFE).- Um juiz federal dos Estados Unidos ordenou hoje ao Pentágono que ponha em liberdade um homem detido na prisão de Guantánamo, acusado de pertencer à organização terrorista Al Qaeda.

EFE |

O juiz Richard Leon diz que Mohammed el-Gharani, de 21 anos e original do Chade, deve ser posto em liberdade "imediatamente".

Gharani também foi acusado pelas autoridades militares americanos de combater junto aos talibãs contra as forças dos EUA no Afeganistão.

O juiz Leon assinalou, ao justificar sua decisão, que as acusações se basearam em depoimentos de outros detidos de Guantánamo, qualificados por ele de "indignos de confiança".

Um porta-voz do Departamento de Justiça disse que a sentença foi recebida com decepção e frisou que o Governo está estudando suas opções perante o caso. EFE ojl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG