Juiz ordena publicação de provas contra presos em Guantánamo

Um juiz federal de Washington determinou nesta segunda-feira ao departamento de Justiça que publique os documentos que possui com acusações e provas contra uma centena de detidos em Guantánamo.

AFP |

Por decisão do departamento de Justiça, estes documentos só eram acessíveis a um número limitado de pessoas, como juízes, advogados, e autoridades do governo.

"A questão sobre o que faremos com os presos de Guantánamo é uma fonte de interesse para o público em geral", disse o juiz do distrito de Columbia, Thoman Hogan.

Um porta-voz do departamento de Justiça, Dean Boyd, revelou à AFP que "o governo jamais teve a intenção de conservar indefinidamente fechadas as informações em questão".

Segundo Boyd, o governo pediu mais prazo à Corte, "para garantir que os documentos publicados não contenham informação realmente classificada".

O governo tem até o dia 29 de julho para cumprir a ordem do juiz.

oh/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG