Los Angeles (EUA.), 16 mar (EFE).

- Um juiz de Beverly Hills retirou a ordem de detenção emitida na sexta-feira contra a atriz Lindsay Lohan em uma rápida audiência oral na qual foi acertado que a jovem se submeterá a um programa contra o alcoolismo, informa hoje o site "TMZ".

A advogada da estrela afirmou que Lohan concordava com a proposta do magistrado, e a audiência foi resolvida em questão de minutos, apesar da grande expectativa midiática gerada.

Lohan, que não compareceu à sessão, participará de um programa de educação sobre o alcoolismo e voltará a se apresentar perante o juiz no dia 3 de abril para demonstrar que está reabilitada.

Desde sexta-feira havia uma ordem de detenção contra a atriz, acusada de ter violado os termos de sua liberdade condicional após ser detida em 2007 por dirigir bêbada.

No entanto, os agentes não foram à residência de Lohan para detê-la.

A Polícia falou com a advogada da atriz, que assegurou que tudo era um "mal-entendido" que se resolverá na corte esta semana.

Lohan foi detida em 2007 após sofrer um acidente com seu Mercedes em Santa Mônica, Los Angeles.

O automóvel foi removido do local e, posteriormente, a Polícia o descobriu nas proximidades e encontrou em seu interior uma pequena quantidade de cocaína.

Lohan chegou então a um acordo extrajudicial com a Promotoria e concordou em cumprir dez dias de serviço comunitário, a se internar em um centro de reabilitação para drogados e a ficar em liberdade condicional durante três anos. EFE fmx/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.