Juiz nos EUA rejeita tentativa de anular o caso de Polanski

A justiça de Los Angeles rejeitou oficialmente nesta quinta-feira um pedido do cineasta Roman Polanski de anular um processo aberto contra ele há 30 anos, por um suposto caso de abuso sexual e que ficou parado, depois que fugiu do país.

AFP |

O juiz Peter Espinoza confirmou a sentença provisória de condenação.

Polanski - famoso por filmes como "Chinatown" -, foi acusado de manter relações sexuais com uma menina de 13 anos, na década de 70, e deixou os Estados Unidos em 1978.

pb/emm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG