Juiz mexicano ordena que líder de cartel permaneça preso

Valdez, preso no mês passado, seria o mais importante líder de cartel detido com vida desde o início da guerra de drogas no México

Reuters |

Um juiz mexicano ordenou que Edgar "La Barbie" Valdez, considerado um dos maiores traficantes de drogas do país, fique preso por mais 40 dias para investigação, disse neste sábado a promotoria federal.

Suspeita-se que Valdez, de 37 anos, preso no mês passado, seja o mais importante líder de cartel detido com vida desde o início da guerra de drogas no México em 2006.

A prorrogação da prisão dará aos promotores mais tempo para construir o caso contra Valdez e sete outras pessoas que foram presas junto com ele.

Valdez estaria disputando o controle do cartel de Beltran Leyva. Um conflito violento pelo comando do grupo teve início depois que Arturo Beltran Leyva foi morto num tiroteio com forças de segurança em dezembro. Alguns membros do cartel foram para o lado de Valdez, contra o irmão do morto.

Autoridades dos Estados Unidos fixaram uma recompensa de 2 milhões de dólares por Valdez e querem julgá-lo por acusações de traficar toneladas de cocaína para os EUA.

As autoridades mexicanas não disseram se entregam Valdez para os Estados Unidos ou se julgam ele primeiro no México.

Valdez ficará preso na sede da Polícia Federal, na Cidade do México, segundo comunicado da promotoria.

Um vídeo divulgado pela promotoria mostra Valdez cercado por policiais armados, no momento em que ele era transferido de helicóptero para a sede da polícia, no meio da noite.

    Leia tudo sobre: MEXICOCARTELJUIZ

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG