Jacarta, 24 abr (EFE).- Um juiz indonésio autorizou hoje o pedido de extradição de um ex-sacerdote à Austrália, onde é procurado pelo suposto abuso sexual de vários menores de idade entre 1977 e 1994.

Embora a defesa tenha o direito de recorrer nos próximos dias, o juiz dos tribunais do distrito sul de Jacarta decidiu que o processo de extradição do sacerdote Charles Barnett, de 66 anos, é legal e procedente, segundo a imprensa local.

O acusado está sob prisão domiciliar desde fevereiro, quando o Governo australiano tramitou oficialmente o pedido de extradição.

A promotoria australiana que Barnett é suspeito de nove casos de abusos sexuais de menores entre 1977 e 1994, período no qual o acusado foi sacerdote católico.

Em 1995, Barnett foi viver na Indonésia, e permaneceu no país até sua detenção.

Na semana passada, o acusado solicitou à Justiça indonésia que lhe permitisse viver no país por "razões humanitárias".

Barnett acrescentou que "se arrependia sinceramente" do dano que tinha causado às vítimas e a suas famílias, e que por isso já lhes havia "suplicado" pelo perdão. EFE jpm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.