evidente risco para direitos humanos em Honduras - Mundo - iG" /

Juiz espanhol diz ser evidente risco para direitos humanos em Honduras

Tegucigalpa, 25 ago (EFE).- O juiz espanhol Baltasar Garzón disse hoje que é evidente a situação de risco dos direitos humanos em Honduras, depois do golpe de Estado contra o presidente Manuel Zelaya.

EFE |

Em coletiva de imprensa, Garzón afirmou que em Honduras foi possível "ver pessoas com fraturas na clavícula, mãos, marcas no rosto, corpo e relatos de líderes políticos que estão sendo perseguidos e ameaçados".

Segundo ele, não se pode dizer quem são os responsáveis por esses crimes, mas as autoridades têm a obrigação "de atender e proteger ao máximo o princípio de igualdade perante a lei".

"Acho que não se está respeitando e o digo com todo respeito para as instituições hondurenhas", destacou.

Garzón chegou no domingo a Honduras convidado a participar de um fórum promovido por organismos de direitos humanos.

O juiz ressaltou que o que ocorrer em Honduras ou em qualquer país em matéria de violações dos direitos humanos "se reflete na comunidade internacional".

Acompanharam Garzón na entrevista o secretário-geral da Federação Internacional de Direitos Humanos, Luis Guillermo Pérez, e Manuel Ollé, presidente da Associação Pró-Direitos Humanos da Espanha.

Pérez, por sua vez, afirmou que há ausência de organismos de controle do Estado que vigie essas violações e que isso motiva uma sensação de parte dos setores sociais de que estão vulneráveis e desarmados.

Segundo ele, já foram enviados ao Tribunal Penal Internacional (TPI) sete comunicados sobre violações dos direitos humanos, "em particular de crimes de lesa-humanidade" que poderiam ser de competência dessa corte. EFE gr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG