Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Juiz da Guiana emite ordem de detenção contra dois brasileiros

Georgetown, 6 ago (EFE) - Um juiz de Guiana emitiu uma ordem de detenção contra dois brasileiros por suposta vinculação com o assassinato de um casal de missionários americanos em 2005 no sul do país, perto da fronteira com o Brasil, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

Seelall Persaud, chefe da unidade anti-criminal da Polícia, disse que o juiz Hazel Octave-Hamilton ordenou a detenção de Peter Mararare e Aleman Cassiano Eligeino, conhecido como "Dingo".

As autoridades guianenses apresentaram acusações contra os brasileiros em relação com o assassinato de Richard Hicks, de 42 anos, e a esposa Charlene Hicks, de 58 anos, que estavam traduzindo a Bíblia ao dialeto indígena wapishana.

Os assassinatos ocorreram em 30 e 31 de maio de 2005 e os corpos foram queimados na casa que tinham no sul de Guiana, após retornar de um funeral.

O casal de missionários trabalhava para Wycliffe Bible Translators, com sede em Dallas (Estados Unidos).

A Polícia disse que o roubo foi o principal motivo do assassinato, porque algumas jóias do casal desapareceram.

Persaud explicou que não foi possível chegar a um acordo com as autoridades brasileiras para que os dois acusados fossem enviados à Guiana para interrogatório, pelo que se decidiu apresentar acusações e emitir a ordem de detenção, apesar de não haver um tratado de extradição com o Brasil.

"Agora que foram acusados, a ordem de detenção ajudará a que sejam enviados à Guiana", disse Persaud. EFE as/db

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG