Juiz condena prostituta por mentir para cliente na Tailândia

BANGCOC - Um tribunal de Bangcoc condenou a 11 meses de prisão uma prostituta obesa por enganar um cliente sobre seu físico pela internet e por tentar extorquir-lhe quando ele descobriu a verdade, informa hoje a imprensa local.

EFE |

A prostituta Khemjira Tanpaiboon, de 27 anos e que pesa 100 quilos, terá de pagar ainda uma multa de 8.000 baht (US$ 238).

O cliente, um homem identificado como "Kittichai", apresentou uma denúncia à polícia no dia 26 de setembro, na qual explicava que a mulher se descrevia em um anúncio na internet como "uma jovem de pele branca e seios grandes".

O capitão de polícia Natthaphat Kositloet disse que "Kittichai" decidiu deixar o lugar do encontro quando viu a prostituta, mas ela ameaçou procurar a esposa da vítima caso ele se negasse a manter relações sexuais e a pagar pelo programa.

O homem fingiu concordar e aproveitou um momento de distração da prostituta para escapar e procurar a polícia.

Leia mais sobre prostituição

    Leia tudo sobre: bizarroprostituiçãoprostitutas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG