Juiz autoriza primeiro julgamento por terrorismo em Guantánamo

Washington, 17 jul (EFE).- Um juiz federal dos Estados Unidos deu hoje sinal verde para que, na segunda-feira, comece o primeiro julgamento nos tribunais especiais antiterroristas de Guantánamo.

EFE |

O primeiro a se sentar no banco dos réus será Salim Hamedan, ex-motorista de Osama bin Laden e cujos advogados tiveram negado o pedido para que seu processo fosse suspenso até que sejam avaliados os recursos contra a legalidade dos julgamentos dos detidos em Guantánamo.

A petição apresentada pela defesa de Hamedan, que admitiu ter dirigido para Bin Laden no Afeganistão, se baseou em uma decisão da Suprema Corte, que em junho concluiu que os supostos terroristas considerados "combatentes inimigos ilegais" pelo Governo americano têm direito a questionar na Justiça a legalidade de sua detenção.

Enquanto estudava a solicitação, o juiz James Robertson recebeu um documento do Departamento de Justiça que pedia o indeferimento do recurso, por considerar os argumentos "insuficientes". EFE elv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG