confusos - Mundo - iG" /

Juíz americano diz que livros de Harry Potter são confusos

O juiz encarregado do caso sobre a publicação de uma enciclopédia não-autorizada sobre a série de livros Harry Potter afirmou à autora, J.K.

BBC Brasil |

Rowling, durante o julgamento, que os livros são "confusos".

Segundo informações da imprensa britânica e americana, o juiz Robert Patterson Jr. teria usado o termo gibberish para se referir aos livros, que, em inglês, significa algo cheio de balbuciação ou sem sentido.

Patterson teria dito ainda que leu o primeiro livro da série aos seus netos e que achou a história "extremamente complexa". De acordo com ele, "um guia de referência sobre a série e seus personagens seria útil".

As afirmações foram feitas no último dos três dias de audiência sobre a publicação de uma espécie de enciclopédia sobre a série de livros. O autor da compilação é o ex- bibliotecário Steven Vander Ark, um fã assumido das histórias do bruxinho e criador de um site na internet sobre as histórias.

J.K. Rowling tenta bloquear a publicação do guia e afirma que a obra infringe seus direitos autorais, já que o autor teria "roubado" sua prosa e colocado suas idéias em formato A-Z.

A decisão judicial sobre a publicação da enciclopédia ainda deve demorar algumas semanas. O veredicto será de responsabilidade do próprio juiz, e não será decidido por um júri.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG