Juiz acusa 5 sudaneses de terem assassinado diplomata americano

Cartum, 5 fev (EFE).- Cinco sudaneses foram acusados hoje por um tribunal de Cartum de terem matado a tiros o diplomata americano John Michael Granfield e seu motorista, há pouco mais de um ano, na capital do Sudão.

EFE |

O juiz Said Ahmad al-Badri acusou os cinco detidos de assassinato premeditado. Eles podem pegar pena de morte.

O tribunal deve se reunir em 16 de fevereiro para que os advogados de defesa exponham seus argumentos.

Em 1º de janeiro de 2007, Granfield e seu motorista, Abdel-Rahman Abbas, foram mortos a tiros por desconhecidos que estavam em um veículo no centro de Cartum.

O atentado ocorreu quando o diplomata, que tinha 33 anos, deixava a embaixada britânica com o veículo oficial, após participar das comemorações de Ano Novo junto a outros representantes estrangeiros em Cartum. EFE az/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG