Uma queixa por plágio contra a fabricante dos confeitos M&Ms apresentada pelo cowboy nu, que posa para os turistas na Times Square, foi aceita por um juiz de Nova York.

O cowboy louro, uma das atrações turísticas mais famosas de Nova York, exigia 60 milhões de dólares da empresa Mars, que utilizou um personagem similar ao vaqueiro em um vídeo para promover seus confeitos M&M's.

Com seu chapéu e botas brancas, vestindo apenas cueca, Robert Burk, de 37 anos, ganha milhares de dólares por dia posando quase todo o ano com seu violão ao lado de turistas na praça central de Manhattan.

O juiz do distrito Denny Chin permitiu que a demanda siga seu curso, embora tenha rejeitado parcialmente a exigência do vaqueiro por considerar que a publicidade de M&M's não atenta contra sua privacidade.

ltl/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.