Jerusalém, 11 ago (EFE) - Pelo menos 50 judeus da Geórgia pediram à Agência Judaica para emigrar a Israel após vários dias de intensos confrontos na Ossétia do Sul, afirma hoje o jornal Yedioth Ahronoth em sua versão digital. A maior parte das pessoas que pediram para fazer a aliá (emigração a Israel) são residentes da cidade de Gori, onde habitam cerca de 200 judeus e que foi bombardeada nos últimos dias pelas tropas russas, segundo o jornal. Apesar de nosso amor à Geórgia, chegou o momento. Talvez possamos retornar em outro momento, mas agora decidimos ir para Israel, afirmou ao jornal Haaretz a judia georgiana Nana Dovershvili.

Israel não fica alheio ao conflito vivenciado na Ossétia do Sul, já que vendeu armas e deu treinamento militar às tropas georgianas.

O ministro da Defesa da Geórgia, Davit Kezerashvili, é de origem judaica, fala hebraico perfeitamente e morou na adolescência em Israel. EFE aca/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.