por que não se cala? - Mundo - iG" /

Juan Carlos recebe Hugo Chávez depois do episódio do por que não se cala?

O rei Juan Carlos I da Espanha recebeu nesta sexta-feira o presidente venezuelano Hugo Chávez no palácio de Marivent, em Palma de Mallorca, no primeiro encontro dos dois depois do famoso episódio do por que você não se cala? envolvendo os dois em novembro passado.

AFP |

Don Juan Carlos recebeu o presidente com um afetuoso aperto de mãos. Chávez chegou ao palácio com 45 minutos de atraso em relação à hora prevista.

O rei espanhol agradeceu a visita de Chávez, que, por sua vez, perguntou ao soberano "por que não vamos à praia?".

"Eu me sinto como se estivesse em Cuba, Jamaica ou Margarita", acrescentou o presidente venezuelano, entre sorrisos, fazendo alusão ao calor que atinge este verão a ilha do arquipélago mediterrâneo das Baleares.

O encontro, que durou cerca de uma hora, visa à completa normalização das relações entre os dois países depois do momento delicado vivido pelas duas autoridades na reunião da Cúpula Ibero-americana do Chile, em novembro de 2007.

Na ocasião, o rei da Espanha soltou a agora célebre exclamação "Porque você não se cala?" de tão irritado com a verborragia do presidente da Venezuela. Chávez insistia em interromper o chefe do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, que tentava defender seu predecessor, o conservador José María Aznar, das duras críticas feitas pelo presidente venezuelano, que o chamou de "fascista".

Após o encontro desta sexta, Chávez manteve uma reunião em Madri com Zapatero, quando deu por encerrado o incidente com o rei Juan Carlos.

"Foi um encontro muito prazeiroso", afirmou Chávez em coletiva conjunta com Zapatero, quando revelou que o rei espanhol o presenteou com uma camiseta com o famoso "por que não se cala?".

Chávez disse ainda que ia pedir ao rei "uma graninha" na participação dos direitos autorais da frase, mas não o fez.

"O incidente ficará como uma piada da qual riremos muito", afirmou.

O presidente venezuelano classificou ainda o monarca espanhol de "amigo da Venezuela, meu amigo", e o convidou a visitar seu país por ocasião das celebrações das independências dos países latino-americanos.

gr/fz/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG