Jovens herdam planeta espoliado, diz Bento 16

Por Philip Pullella SYDNEY (Reuters) - O papa Bento 16 disse na quinta-feira a uma multidão de jovens que eles estão herdando um planeta que foi ferido e espoliado para alimentar um consumismo insaciável.

Reuters |

O apelo do pontífice pelo planeta ocorreu em um pronunciamento a cerca de 150 mil jovens em Sydney. Pouco antes, Bento 16 havia passeado pelo porto local no convés de uma balsa branca, escoltado por dezenas de barcos que buzinavam.

'Relutantemente, chegamos a admitir que também há cicatrizes que marcam a superfície da nossa Terra, [como] a erosão, o desmatamento e a espoliação dos recursos minerais e oceânicos do mundo a fim de alimentar um consumo insaciável', disse ele, sob muitos aplausos.

Aos 81 anos, Bento 16 parecia estar em boa forma ao iniciar a etapa oficial de sua viagem, depois de descansar por três dias. Na balsa, ele conversou animadamente com jovens, e depois desembarcou vivaz para receber um 'abraço de urso' de um aborígine no cais.

Aos jovens, alguns deles oriundos de países insulares ameaçados de desaparecer por causa da elevação do nível dos mares, consequência do aquecimento global, o papa disse que proteger o meio ambiente é 'de vital importância para a humanidade'.

Também a Austrália, sede do evento, está ameaçada pelo aquecimento, devido ao risco de agravamento das suas secas.

Falando sobre o planeta, Bento 16 disse que ficou maravilhado ao ver do avião, vindo de Roma no fim de semana, as cores do Mediterrâneo, a imensidão do Saara, a riqueza das florestas asiáticas e a vastidão do Pacífico.

'É como se fosse possível ver momentos da história da criação do Gênesis -- luz e trevas, o sol e a luz, as águas, a terra e as criaturas vivas', afirmou.

Em discurso para cumprimentar o primeiro-ministro Kevin Rudd, na manhã de quinta-feira, o papa disse: 'É adequado refletir sobre o tipo de mundo que estamos entregando às futuras gerações.'

A Austrália, um país que alimenta sua prosperidade com usinas termoelétricas a carvão, tem uma das maiores taxas de emissão de gases do efeito estufa per capita. O país vive sua pior estiagem em cem anos e tenta salvar sua principal bacia hidrográfica, que abastece a maior região agrícola australiana.

(Reportagem adicional de Michael Perry)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG