Jovens de Gaza usam hip-hop para protestar contra bloqueio de Israel

Fares Akram. Gaza, 27 nov (EFE) - O hip-hop se transformou na nova forma que três jovens de Gaza usam para liberar sua frustração e protestar contra o bloqueio israelense na região. Três adolescentes palestinos formaram a Black Unit Band, única de hip-hop na faixa e a partir da qual condenam a asfixiante situação desse território através de versos. Nós não podemos pegar em armas e disparar; preferimos adotar a música rap e usá-la contra os judeus do mesmo modo como os negros fizeram em sua luta contra a discriminação, disse à Agência Efe Mohammed Wafi, um dos membros do grupo. Fazer música é a melhor forma de expressar nossa opinião sem recorrer às armas, disse à imprensa israelense seu colega Khaled Harara, estudante de economia que destaca que as armas são os microfones, e não as balas e a violência. Junto com o terceiro do grupo, Mohanad Matar, escolheram esta forma de expressão musical para demonstrar o sofrimento próprio e o dos 1,5 milhão de habitantes de Gaza, onde há quase um ano e meio Israel só permite a entrada controlada de alimentos e produtos básicos. Os jovens, que disseram ter recebido influência de grupos como Tupac, 50 Cent e Eminem, conseguiram, há alguns meses, financiar com a ajuda dos parentes o primeiro álbum do conjunto. O primeiro disco da Black Unit Band chegou às lojas de Gaza em maio, com 15 músicas de hip-hop em árabe, entre as quais estão temas em parceira com artistas turcos, búlgaros e alemães, que enviar...

EFE |

com/blackunitband. EFE fa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG