Dois adolescentes estão sendo julgados na Grã-Bretanha, acusados de ter planejado um atentado em sua escola por ocasião do 10º aniversário do massacre de Columbine, nos Estados Unidos. A dupla teria se tornado obcecada com o massacre ocorrido em uma escola na cidade de Columbine, no Estado americano de Colorado, no dia 20 de abril de 1999, quando dois alunos mataram a tiros um professor e 12 colegas, antes de cometer suicídio.

Matthew Swift, de 18 anos, e Ross McKnight, de 16 anos, de Manchester, no norte da Inglaterra, negam as acusações.

Eles foram presos em março. Segundo o jornal britânico Manchester Evening News, o suposto plano foi revelado por McKnight, em um telefonema que deu na madrugada de 14 de março para uma garota por quem estava apaixonado.

Na ocasião, o adolescente estaria embriagado. A jovem que recebeu a ligação informou à polícia sobre o telefonema.

McKnight também teria escrito um texto sobre o massacre em uma redação para a escola intitulada "Equações da Mente", de acordo com o Manchester Evening News.

O promotor Peter Wright disse que McKnight e Swift, um ex-aluno do Colégio Audenshaw, fantasiavam sobre um tiroteio e concordaram em colocar isso em prática.

A promotoria alega que eles tinham a intenção de detonar uma bomba em um shopping center da área para distrair as autoridades e seguir para a escola para matar professores e alunos.

No final, segundo a acusação, ambos também iriam se suicidar, assim como os autores do massacre de Columbine - Dylan Klebold e Eric Harris - fizeram nos Estados Unidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.