Oito adolescentes foram presos em Lakeland, na Flórida, acusados de agredir uma jovem de 16 anos. Segundo reportagem do canal de TV local WTOL 11, os jovens ameaçaram publicar o vídeo no YouTube, site de compartilhamento de vídeos. Sete dos adolescentes permaneciam detidos na última terça-feira, e outro teria sido libertado após pagar fiança.

Assim que entrou em casa, segundo informações da polícia local, duas garotas atacaram Victoria Linday, de 16 anos , gritando e fazendo ameaças. Outra menina golpeou sua cabeça diversas vezes e a jogou contra a parede, até que a vítima ficou inconsciente.

Quando acordou, Victoria se viu em um sofá rodeada por seis garotas, que a agrediram novamente. De acordo com a reportagem, dois meninos bloquearam a passagem na porta da casa.

Em entrevista, o oficial da polícia Grady Judd denominou o ato como um comportamento animal. Elas a atraíram para a casa com a única intenção de filmar o ataque e colocar o vídeo na internet, afirmou.

O oficial de polícia, Grady Judd, disse que aquele era um "comportamento animal" e que elas haviam " atraído Victoria até a casa apenas com o fim da agressão".

Segundo o pai da garota, Patrick Lindsay, os jovens pretendiam publicar o vídeo com a agressão na internet. Christina Garcia, mãe de uma das agressoras, afirmou que sua filha entregou o vídeo à polícia.

Todos os oito suspeitos foram presos no dia 2 de abril acusados de agressão e de aprisionamento forçado. Os três jovens que levaram Lindsay para outro local também foram acusados de seqüestro. Segundo o oficial Judd, na hora da prisão, as meninas debochavam da situação e não mostravam qualquer arrependimento. Acho que nessas férias não vamos para a praia, diziam.

Lindsay foi levada a um hospital e sofreu diversos ferimentos pelo corpo, como em seu olho e em sua orelha, afirmaram os policiais.

Leia mais sobre: agressão

    Leia tudo sobre: youtube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.