Jovem que matou bebê em ataque de raiva é condenado no R.Unido

Londres, 18 mar (EFE).- Um juiz britânico condenou um adolescente de Liverpool por homicídio por matar seu bebê de sete semanas em um ataque de raiva enquanto lhe dava de comer em um hospital do norte da Inglaterra.

EFE |

Segundo o jornal "The Liverpool Echo", Joshua Bacon, de 17 anos, foi considerado culpado pelo homicídio de sua filha, Caitlyn Smith, a qual agitou violentamente simplesmente porque a menina não comia.

Caitlyn, que nasceu cinco semanas antes do previsto, teve que ser internada no hospital de Ormskirk em 9 de janeiro do ano passado com uma infecção urinária.

À época, os médicos previram dar alta ao bebê depois de quatro dias, mas a menina morreu em consequência das graves lesões na cabeça ocasionadas pelo ataque de seu pai, que então tinha 16 anos.

Bacon, que conhecerá a sentença no mês que vem, enfrentava inicialmente uma acusação de assassinato, mas o juiz o condenou por homicídio ao determinar que era impossível ter certeza de que o pai tinha matado o bebê de propósito.

"Fizemos uma dolorosa investigação para estabelecer exatamente o que aconteceu com este bebê. Joshua nunca assumiu sua responsabilidade e nunca explicou suas ações. Só ele sabe o que realmente aconteceu", disse o inspetor encarregado do caso, Andy Murphy, citado pelo "The Liverpool Echo". EFE prc/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG