Jovem que apareceu após 18 anos teve 2 filhas com sequestradores

Los Angeles (EUA.), 27 ago (EFE).

EFE |

- Jaycee Lee Dugard, uma mulher que foi sequestrada há 18 anos e que foi localizada na quarta-feira, teve duas filhas com um de seus supostos sequestradores, informou hoje o departamento do xerife do condado de El Dorado, ao norte da Califórnia, nos Estados Unidos.

Jaycee foi sequestrada na rua e diante dos olhos de seu padrasto quando tinha 11 anos e permaneceu em paradeiro desconhecido até que se apresentou em uma delegacia para se identificar e denunciar o caso.

Os agentes disseram que, durante esse tempo, a vítima, agora com 29 anos, deu à luz dois bebês cuja paternidade supostamente seria de algum de seus sequestradores.

As autoridades detiveram duas pessoas relacionadas com este fato, Phillip Garrido, de 58 anos, e sua esposa Nancy, de 55, que para serem libertados têm que pagar uma fiança de US$ 1 milhão por sua suposta implicação com o caso.

Phillip Garrido tem antecedentes por abusos sexuais e seu nome figura nas listas de estupradores do Estado.

O surgimento de Jaycee reabriu a investigação sobre o que ocorreu na tarde de seu desaparecimento, em 1991, depois que o caso ficou arquivado como pendente durante quase duas décadas.

Em uma revista na casa dos detidos, os agentes encontraram uma área oculta na parte de frente do jardim com barracas de acampamento e algumas edificações onde, aparentemente, a vítima e as filhas passavam a maior parte do tempo.

O mistério foi resolvido depois que a Polícia encontrou Jaycee enquanto fazia outra investigação, e após conversar com ela surgiram as primeiras suspeitas.

Os agentes pressionaram a jovem, que acabou revelando seu nome e foi convidada a ir a uma delegacia. Agora, as autoridades esperam os resultados dos testes de DNA para confirmar sua identidade.

As autoridades entraram em contato com a mãe de Jaycee Lee, Terry Probyn.

O marido de Probyn, Carl, assegurou hoje à imprensa local que a esposa ligou para ele imediatamente após falar com a jovem.

"Ela me disse: 'Encontraram a Jaycee. Está viva'. Nesse momento, começamos a chorar durante dois minutos", disse Carl Probyn, que disse que a esposa tem certeza de que se trata de sua filha e que "se lembra de tudo", algo com que a Polícia concorda.

"Estamos 99% certos de que é sua filha", disse o sargento Les Lovell, do escritório do xerife do condado de El Dorado.

O padrasto de Jaycee disse que a esposa recebeu uma ligação de um agente do FBI (Polícia federal americana) que assegurava que tinham encontrado "Jaycee e as pessoas que estavam com ela".

Em 10 de junho de 1991, Jaycee andava em direção a um ponto de ônibus na localidade de South Lake Tahoe quando "um veículo ocupado por dois indivíduos se aproximou dela e a sequestrou diante dos olhos de seu padrasto", segundo o sargento Les Lovell, que não acredita que a menina tenha ficado trancada. EFE fmx/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG