Jovem prodígio esquece violino de meio milhão de dólares em táxi

O jovem músico sul-coreano Hahn Bin, 22 anos, que deve estrear no Carnegie Hall em Nova York em dezembro, esqueceu segunda-feira em um táxi seu precioso violino, que lhe foi devolvido 15 horas depois, informou nesta terça-feira o New York Post.

AFP |

O instrumento, um Pressenda fabricado há 184 anos e avaliado em 500.000 dólares, foi deixado no banco de trás do tradicional táxi amarelo nova-iorquino, na manhã de segunda-feira, destacou o tablóide.

O jovem, que estava voltando para sua casa em Chinatown, no sul de Manhattan, depois de um concerto "muito cansativo" em Sag Harbor (Long Island, ao sudeste de Nova York), só se deu conta de ter esquecido o violão depois de tomar banho, acrescentou o jornal.

Hahn Bin alertou imediatamente a polícia, que recorreu ao serviço municipal de táxis e limusines (Taxis and Limousine Comission, TLC) para localizar, graças ao sistema GPS, o carro onde o instrumento fora esquecido.

O motorista, Dalbir Singh, tinha encerrado o serviço e estava dormindo em seu apartamento de Nova Jersey (oeste de Nova York) quando a polícia o contactou.

O Pressenda, emprestado por um mecenas californiano cuja identidade não foi revelada, foi entregue ao violonista segunda-feira à noite.

"Perder um instrumento é pior do que cometer um erro no palco, é terrível", declarou Hahn Bin, que toca violino desde os cinco anos e vive nos Estados Unidos desde os 12.

mes/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG