Jovem morre na Índia por pertencer a casta baixa

Nova Délhi, 15 jun (EFE).- Um jovem indiano morreu hoje depois que um hospital público se negou a atendê-lo por pertencer à casta intocável, um grupo excluído do sistema social hindu, informou a Polícia.

EFE |

Anil Kumar, de 18 anos, foi transportado para um hospital do distrito de Hamirpur, na região de Uttar, no norte do país, depois de levar um forte choque e sofrer queimaduras, disse o superintendente da Polícia de Suryanath, à agência indiana "Ians".

Segundo o agente, os médicos obrigaram a família a tirar o jovem do hospital, alegando que o centro hospitalar não "tratava pacientes de castas baixas".

O juiz do Distrito ordenou imediatamente a formação de um comitê de alto nível para investigar os médicos e se comprometeu em enviar um relatório com os resultados em dois dias.

Os "dalits" ou os intocáveis, historicamente fora do sistema de castas, fazem parte do segmento da população indiana mais desfavorecido e continuam sofrendo discriminações e maus tratos nas áreas rurais do país apesar disso ser proibido pela Constituição.

Com mais de 160 milhões de pessoas sob o estigma "dalit" na Índia, muitos dos membros da comunidade trabalham em tarefas consideradas "impuras" - como limpar vasos sanitários e recolher lixo - e sofrem o desprezo do resto da população indiana. EFE ss/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG