Jovem leiloa virgindade na Nova Zelândia para pagar os estudos

Uma estudante neo-zelandesa aceitou uma oferta de US$ 32 mil em troca de sua virgindade, após um leilão na internet, para poder pagar a matrícula universitária, informa nesta quarta-feira a imprensa local.

EFE |

O anúncio da jovem de 19 anos, que usa o apelido "Unigirl", foi colocado em um portal de leilões da internet, e em apenas uma semana foi visto por 30 mil pessoas e recebeu mais de 1.200 propostas, apesar de não incluir uma foto.

"Unigirl", que se descreve como "atrativa, em boa forma e sadia", mas com graves dificuldades econômicas para custear seus estudos, oferecia sua virgindade "a quem der o melhor lance".

"Tomo esta decisão plenamente consciente das consequências", afirma em sua mensagem a estudante.

O proprietário do site, Ross McKenzie, afirmou que a política do site é de respeitar qualquer anúncio, desde que esteja dentro das leis e não tenha conteúdo ofensivo.

A prostituição consentida entre adultos é legalizada na Nova Zelândia, tanto em bordéis como na rua. O país também permite a oferta de serviços sexuais em jornais e na internet.

Leia mais sobre internet

    Leia tudo sobre: nova zelândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG