Jovem de 16 anos quer dar volta ao mundo sozinho de barco

Um jovem de 16 anos de Los Angeles quer se tornar a pessoa mais jovem a dar a volta ao mundo de barco sozinho. Zac Sunderland começa neste sábado uma viagem ao redor do mundo a bordo do barco Intrépido, que ele comprou com suas próprias economias.

BBC Brasil |

Zac, que não tem idade para dirigir um carro nos Estados Unidos, planeja passar um ano a bordo do barco de 11 metros para completar o seu roteiro.

Para conseguir bater o recorde, ele precisa voltar para Los Angeles até janeiro de 2010. O recorde atual pertence ao australiano David Dicks, que em 1996 completou uma volta ao mundo aos 18 anos e 41 dias.

"Será uma aventura incrível ir para todos esses lugares, encontrar todas essas pessoas, só conhecendo todos os diferentes lugares do mundo. É a aventura de uma vida", disse ele à BBC.

Entre os desafios cotidianos de Zac está a preparação da sua própria comida, já que ele admite que não tem muita intimidade com o fogão. Ele traz a bordo um aparelho microondas para emergências.

O estoque inicial de comida fresca deve durar quatro semanas. Depois disso, ele terá de apelar para enlatados ou peixes que conseguir pescar no caminho.

Ele prevê que passará períodos de quatro a seis semanas completamente sozinho no mar, entre paradas. Para se distrair, ele também carrega consigo dois iPods no barco.

Itinerário
No total, ele deve percorrer mais de 64 mil quilômetros.

A primeira parada de Zac será nas Ilhas Marshall, a 6,4 mil quilômetros de Los Angeles.

Em seguida, ele passará por Papua Nova Guiné e Austrália, até ingressar no Oceano Índico, por onde navegará pelas Ilhas Maurício e Madagascar.

Ao passar pelo Cabo da Boa Esperança, na África do Sul, ele navegará pelo sul do Oceano Atlântico. Ele então passará pelo Canal do Panamá e por Galapagos, antes de voltar para a Califórnia.

Originalmente, Zac queria navegar pelo Canal de Suez, no Egito, mas ele desistiu da idéia ao ler sobre piratas que operam na costa da Somália.

A bordo do barco, ele pretende continuar com os estudos para não se atrasar na escola.

"Eu trago todos meus livros comigo. Eu ainda tenho um ano para terminar no colégio e tenho que mandar meus testes (por e-mail) para minha mãe. Ela vai corrigi-los para se certificar de que estou estudando bem."
A mãe do jovem - que no passado já levou a família para uma viagem de três anos pelo Pacífico - encoraja a aventura.

"Sobre se preocupar com alguma tragédia, eu não tenho essa preocupação. Eu acho que nós tomamos todas as precauções necessárias, ele tem todos os equipamentos mais modernos, o seu próprio pai equipou o barco. Até onde pudemos, nós administramos esses riscos", disse Marianne Sunderland, que trabalha no setor naval.

Zac pretende escrever um livro sua experiência durante a viagem e também captará imagens para um possível documentário.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG