O austríaco Josef Fritzl, conhecido como o monstro de Amstetten, cujo julgamento teve início nesta segunda-feira em Sankt Polten, se declarou culpado de incesto, estupro e sequestro, mas inocente das acusações de assassinato e escravidão.

Mais informações em instantes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.