Josef Fritzl, o austríaco que manteve sua filha presa durante 24 anos e teve sete filhos com ela, Josef Fritzl, poderá ser acusado por escravidão, segundo promotores locais. Gerhard Sedlacek, porta-voz da promotoria da cidade de St.

Poelten, na Áustria, disse à agência de notícias austríaca ORF News que, até então, nenhuma pessoa foi processada por escravidão por aplicação da lei austríaca.

A pena para escravidão pode chegar a 20 anos de prisão.

Segundo Sedlacek as acusações formais contra Fritzl poderão estar prontas até o final de setembro e ele poderá ir a julgamento até o final de 2008.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.