Josef Fritzl é indiciado por assassinato e escravização

Josef Fritzl, o austríaco que manteve sua filha Elizabeth presa no porão por 24 anos e teve sete filhos com ela, foi indiciado nesta quinta-feira por assassinato, estupro e escravização. Em uma nota oficial, a procuradoria da cidade austríaca de St.

BBC Brasil |

Poelten disse que Fritzl está sendo acusado da morte do seu sétimo filho, que morreu no porão pouco após o nascimento.

Se condenado, ele pode pegar até 20 anos de prisão.

Fritzl, de 73 anos, está sob custódia desde que o caso foi revelado em abril. No mês passado, ele foi declarado mentalmente capaz de ser submetido a um julgamento.

O julgamento deve começar no início de 2009.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG