José Serra pega empréstimo de US$ 645 milhões para metrô da capital paulista

Washington, 12 jun (EFE).- O governador de São Paulo, José Serra, assinou hoje três empréstimos com organismos internacionais no valor de US$ 655 milhões, dos quais US$ 550 milhões vão ser investidos na compra de 40 trens para a capital.

EFE |

Outros US$ 95 milhões serão destinados às obras para ligar os bairros da Luz e Vila Sônia por meio da Linha 4 do metrô da cidade de São Paulo.

Os empréstimos cobrirão as mudanças no orçamento do projeto, decorrentes da desvalorização do dólar em relação ao real.

Ambos os créditos foram concedidos pelo Banco Mundial (BM), em cuja sede, em Washington, Serra e Evangeline Javier, vice-presidente interina da entidade para a América Latina, assinaram os acordos.

"A rede de metrô é um problema crítico", disse Serra à Agência Efe após as formalidades.

O governador disse ainda que seu Governo pretende concluir as obras da Linha 4 em 2010 e acrescentar à rede mais 26 quilômetros de extensão até o fim do seu mandato.

Um terceiro empréstimo, de US$ 10 milhões e feito pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), vai ser usado na criação de núcleos industriais no interior do estado.

Serra também afirmou que negocia com o BM a obtenção de mais US$ 600 milhões em créditos para projetos de água, saneamento, desenvolvimento agrícola e melhoria de estradas.

Ainda segundo o governador, o estado de São Paulo tem com o BID "pré-contratos" para um empréstimo de US$ 260 milhões para obras de saneamento e aproveitamento dos recursos hídricos.

As condições dos empréstimos assinados hoje por Serra são melhores que as oferecidas por fontes privadas de financiamento, o que explica o interesse do estado em fazer negócios com os órgãos multilaterais de crédito. EFE cma/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG