Jornalistas são soltos após uma semana de cativeiro na Nigéria

Quatro jornalistas e um motorista foram libertados sem ferimentos. Não houve pagamento de resgate

EFE |

Os quatro jornalistas sequestrados há uma semana no estado de Abia, no sudeste da Nigéria, foram libertados neste domingo pelas forças de segurança, segundo informou a polícia nigeriana.

Em entrevista à imprensa, Ali Okechukwu, porta-voz da Polícia de Abia, afirmou que os jornalistas e o motorista do carro em que estavam foram libertados ilesos e sem nenhum pagamento de resgate. O porta-voz não indicou se houve detenções dos autores do sequestro, um grupo não identificado.

Os jornalistas libertados são o presidente e o secretário da NUJ em Lagos, Wahhab Oba e Adolphus Okonkwo; Sylvester Okereke, secretário da NUJ em Abia, e Sola Oyeyipo, jornalista de Lagos. Além dos quatro jornalistas, foi libertado o motorista do veículo, cujo nome não foi divulgado.

Os quatro participavam de uma reunião do Comitê Executivo da NUJ, que era realizada em Abia. Em princípio, os sequestradores pediram um resgate de US$ 1,7 milhão. Depois, reduziram as exigências para US$ 200 mil. Por fim, segundo a polícia, nenhuma quantia foi paga. Os sequestros para cobrar resgate são muito frequentes na zona petrolífera do sul da Nigéria, onde atuam grupos de pistoleiros armados.

    Leia tudo sobre: jornalistassequestradosnigéria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG