Tegucigalpa, 26 mar (EFE).- Os jornalistas Bayardo Mairena e Manuel Juárez foram assassinados a tiros hoje na região leste de Honduras, aumentando para cinco os jornalistas vítimas de assassinatos no país este mês e ao longo de 2010.

Mairena e Juárez foram atacados com armas de fogo por homens não identificados quando retornavam em um carro para a cidade de Juticalpa desde Catacamas, ambas no departamento de Olancho, disse à rádio "HRN" de Tegucigalpa o chefe do Corpo de Bombeiros da região, Rigoberto Contreras.

Mairena morreu dentro do veículo, enquanto Juárez morreu em um hospital de Juticalpa, aonde foi levado ainda com vida, acrescentou.

Os jornalistas retornavam de transmitir um programa de notícias que dirigiam em uma emissora de rádio de Catacamas, e se desconhecem os móveis e autores de sua morte.

Mairena trabalhou na estatal "Rádio Nacional de Honduras" ("HRN") e era aluno em Olancho de um programa de profissionalização da Escola de Jornalismo da Universidade Nacional Autônoma de Honduras.

EFE lam/sa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.