Dois jornalistas independentes, um canadense e outro australianos, foram seqüestrados neste sábado perto de Mogadíscio por um grupo de homens armados.

A polícia informou não ter identificado ainda os seqüestradores.

Os dois jornalistas pretendiam visitar campos de deslocados em Afgoye.

Os seqüestros de jornalistas e trabalhadores humanitários são freqüentes na Somália, país em guerra civil desde 1991. Os captores geralmente pedem resgates.

nur-amu/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.