Jornalista salva mulher que estava sob escombros no Haiti

O jornalista americano Frank Thorp dirigiu 160 quilômetros para resgatar sua mulher, uma jovem funcionária humanitária que ficou por 10 horas presa sob escombros após o terremoto que atingiu o Haiti na terça-feira.

iG São Paulo |

Thorp, que estava a 6 horas de distância a norte de Porto Príncipe quando o terremoto ocorreu, recebeu uma chamada de dez segundos de sua mulher, Jillian, pelo Skype, dizendo que estava soterrada.

Reprodução
Thorp e sua mulher, Jillian

Thorp e sua mulher, Jillian

"Eu não sabia se ela estava bem. Recebi uma chamada de dez segundos e o que sabia era somente que ela estava sob os escombros. Foi absolutamente assustador", afirmou.

Como estava a 160 quilômetros de distância, Thorp relata que sentiu o tremor, mas achou que fosse um terremoto pequeno. "Mas então começamos a receber as informações de que o terremoto atingiu Porto Príncipe e corri para o carro", relatou.

Depois de dirigir no escuro por seis horas, Thorp deparou-se com a casa de três andares completamente desmoronada, e sua mulher presa juntamente com um colega de trabalho.

"Alguns haitianos haviam conseguido passar pelo teto. Entrei no buraco e consegui ver a mão de Jillian", disse. O jornalista conta que a mulher lhe pediu que ficasse calmo e a tirasse dali.

Thorp teve de cavar por uma hora para libertar Jillian e seu colega Charles Dietsch.

"Tivemos de tirar tijolo após tijolo e madeira e portas e metal por pelo menos uma hora antes de conseguir libertá-los", afirmou Thorp, que contou com a ajuda de outras pessoas no local para fazer o resgate.

*Com informações da AP

Veja também:

    Leia tudo sobre: haititerremototragédia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG