Jornalista que jogou sapatos em Bush condenado a três anos de prisão

O jornalista iraquiano que jogou os sapatos contra o então presidente americano George W. Bush, em dezembro, foi condenado nesta quinta-feira a três anos de prisão por agressão a um chefe de Estado em visita oficial, anunciou o juiz da corte criminal central de Bagdá.

AFP |

O magistrado Abdel Amir al-Rubaie leu a sentença contra Muntazer al-Zaidi, que desde o incidente está detido na "zona verde", a área ultraprotegido de Bagdá que abriga os prédios administrativos iraquianos e as embaixadas estrangeiras.

O jornalista de 30 anos se declarou inocente no reinício do julgamento, esta quinta-feira, após três semanas de recesso.

"Minha reação foi natural, como a de qualquer iraquiano", afirmou Al-Zaidi ao juiz.

A defesa do jornalista tentou provar que a visita de Bush foi feita de surpresa, e não era algo oficial, para refutar a acusação contra Al-Zaidi, que ganhou fama mundial com sua atitude.

A acusação contra o repórter poderia ter acarretado em uma condenação de até 15 anos de prisão.

Leia mais sobre: Bush



    Leia tudo sobre: bush

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG