Jornalista que atirou sapatos em Bush teria pedido perdão

O jornalista iraquiano que jogou seus sapatos contra o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, teria pedido desculpas ao primeiro-ministro iraquiano, Nouri Al-Maliki, segundo informações do gabinete do premiê.

BBC Brasil |

Muntader Al-Zaidi teria escrito uma carta a Maliki pedindo perdão por "seu ato feio", informou o porta-voz do primeiro-ministro, Yasin Majeed.

Segundo o porta-voz, Zaidi teria escrito na carta "que seu grande e feio ato não pode ser desculpado", mas pediu perdão ao premiê.

"Eu me lembro que no verão de 2005 eu entrevistei vossa excelência e o senhor me disse que 'aqui era minha casa '. Por isso, apelo aos seus sentimentos paternais e peço que me perdoe".

Entretanto, algumas fontes próximas ao jornalista duvidam da autenticidade da carta.

O jornalista está detido desde que jogou os sapatos contra o presidente dos EUA, durante uma entrevista coletiva no último domingo. Ele foi acusado de "agressão contra um presidente", o que pode levá-lo a ser condenado a até 15 anos de prisão.

Mesmo assim, seu ato foi visto como "heróico" por parte do mundo árabe.

A empresa onde Zaidi trabalha, o canal de TV baseado no Cairo Al-Baghdadiya, pediu que o jornalista fosse libertado, afirmando que ele simplesmente estava "exercendo seu direito de livre expressão - algo que os americanos prometeram aos iraquianos quando derrubaram o governo de Saddam Hussein".

Assista ao vídeo:

Leia mais sobre: Bush

    Leia tudo sobre: bush

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG